Queria tanto sentir o amor, a paz, o bem, mas como se dentro de mim mora a dor?
Meu rosto doce encobre a tristeza, meus olhos verdes e grandes escondem um ser amedrontado,  meu sorriso alegre camufla a dor de um coração ferido.

Tem algo errado comigo, por dentro, em algum momento algo se quebrou.
Tento olhar para dentro de mim, mas é tão escuro, frio e quieto. Um corpo que nada habita, um casulo vazio, apenas um coração que não vive, sobrevive em meio aos céus e as trevas, apenas um saco de ossos vagando em meio os vivos.

Como um ser tão lindo e admirável ao mesmo tempo pode ser inútil? Um ser incompleto, talvez único, apenas perdido fora de minha dimensão.

Mas há algo lá no fundo que se esconde dentro de mim, a esperança!
A esperança de que dias melhores virão, que minha vida não será mais em vão e finalmente dentro de mim habitará a luz e não mais a escuridão.

fenix-f